CidadesDestaqueFrancisco MoratoNotíciasSaúde

Recém-nascida de 28 dias morre na Santa Casa em Francisco Morato; família acusa unidade por negligência médica.

1.51Kleituras

Na tarde da última quarta-feira, uma criança recém-nascida de apenas 28 dias, faleceu no Hospital da Santa Casa de Francisco Morato. A causa da morte de Rebeca Carvalho Lima, ainda serão apuradas. Agora a família da criança, acusa a unidade por negligência médica.

Segundo Ana Paula, a mãe de Rebeca, ela levou a filha na segunda-feira (05) até a Santa Casa, com gripe e o nariz entupido, passaram remédio e mandaram para casa. Ainda segundo a mãe, na quarta de madrugada (07), a criança estava chorando e gemendo, e parecia estar com falta de ar. Quando amanheceu ela levou novamente a filha na Santa Casa.

De acordo com a mãe, no hospital a recém-nascida estava com os batimentos cardíacos acelerados, com um pouco de febre, e falta de ar havia piorado. A mãe contou ao Cidade Repórter que colocaram ela no oxigênio, deram medicação e ela melhorou, logo após isso, veio uma enfermeira com outras medicações, soro, inalação e uma bombinha de asma inalada a todo momento. pela equipe do hospital.

Ana Paula, informa que depois dessas medicações a filha começou a passar muito mal, a ficar ofegante e agitada, não demorou muito tempo ela percebeu que a filha parou de respirar, nesse meio tempo, sangue também saiu da boca da criança. Ela não resistiu e veio a óbito.

A família está completamente abalada com a perca e pede justiça pelo falecimento da criança, acusando o hospital de negligência médica.

“Minha filha era linda, tinha uma vida pela frente e mataram ela”. Disse Ana Paula, a mãe de Rebeca, que tinha apenas 28 dias quando faleceu.

O Cidade Repórter entrou em contato com a Santa Casa que em nota informa:

“Segundo a Diretoria – Administrativa e Médica, preocupado com a transparência para com a comunidade e, em especial com o caso em pauta e a família, segundo a leitura do prontuário foi dado total atenção ao caso e, inclusive, com pedido de transferência para outro serviço de alta complexidade, porém não deu tempo para continuidade.

De forma complementar, a Diretoria irá encaminhar o caso a Comitê de Ética e a Conselho Regional de Medicina, para que o prontuário tenha uma leitura isenta e orientada ao caso, de forma que possamos dar retorno a família e a comunidade.”

Ainda na nota, o Diretor Financeiro da Santa Casa, ainda afirma que o hospital se solidariza com o ocorrido e que está a disposição par futuros esclarecimentos.