CidadesDestaqueFrancisco MoratoMundoNotíciasPerusPoliciaReclamaçõesSaúde

Morador de Francisco Morato morre dentro da ambulância enquanto aguardava atendimento médico em Perus; família acusa negligência médica.

314leituras

 

Vitor Augusto Marcos de Oliveira, de 25 anos morava com a sua família no bairro Vila Rossi em Francisco Morato, ele morreu na última quinta-feira (05), dentro da ambulância na frente do Hospital Geral de Taipas na Zona Norte de São Paulo, enquanto aguardava uma maca especial para ele, já que Vitor era obeso e precisava de um instrumento especial.

 

De acordo com a família da vítima, ele começou a passar mal durante o dia, então a família decidiu leva-lo até a UPA de Perus, já que lá trabalhava um familiar e o atendimento poderia ser agilizado. No local, a central de regulação liberou uma vaga no Hospital Geral da Cachoeirinha, onde já foi solicitado a transferência com Vitor entubado.

 

A surpresa foi quando a equipe médica chegou com a ambulância e o paciente Vitor no Hospital Geral da Cachoeirinha e a unidade não quis recebe-lo alegando não haver vaga.

Então ele foi levado para o Hospital Geral de Taipas com uma certa urgência já que o caso do Vitor era extremamente grave.

 

Ao chegarem com a ambulância no Hospital Geral de Taipas, mais uma vez foi negada a entrada do paciente, de acordo com a mãe o hospital não teria uma maca especial para carregar Vitor devido ao estado físico dele.

 

Enquanto aguardava o filho ser atendido, Andreia Marcos da Silva gritava na porta da Unidade implorando para que o filho fosse socorrido.

 

“Me ajuda, por favor, socorro, ele está aqui. Meu filho está morrendo na ambulância. Cadê os médicos desse lugar, meu Deus, por favor”. Disse Andreia, mãe da vítima.

 

Ainda de acordo com a Andreia foram ao menos três horas de espera. Devido ao estado complexo de saúde de Vitor, ele sofreu três paradas cardíacas, os socorristas tentaram salvar a vida do rapaz, mas infelizmente ele não resistiu e veio a óbito.

 

A família alega que houve negligencia no atendimento médico e falta de estrutura médica.

Após  a morte, a família ainda obteve dificuldades para encontrar o corpo de Vitor, informações desencontradas deixaram a família mais angustiada. Depois de muita procura, o velório da vítima foi marcado, será durante toda a noite desta sexta (06), e o enterro será na manhã deste sábado.

O Cidade Repórter procurou o Hospital Geral de Taipas para solicitar esclarecimentos, mas até  o momento dessa matéria não obtivemos retorno.