BrasilCidadesDestaqueNotíciasPoliciaSão Paulo

Jovem de 29 anos morre após ser agredido por vizinhos de condomínio com pedra e pedaço de madeira

Leonardo Proença de Almeida teria ido até o apartamento de um casal para falar sobre agressões que o irmão mais novo, de 5 anos, estaria sofrendo pelo filho dos suspeitos.

655leituras

Um jovem de 29 anos morreu após ser agredido com pedra e pedaço de madeira durante uma discussão com um casal de vizinhos em um condomínio da Zona Norte de Sorocaba (SP), neste domingo (24).

Um jovem de 29 anos morreu após ser agredido com pedra e pedaço de madeira durante uma discussão com um casal de vizinhos em um condomínio da Zona Norte de Sorocaba (SP), neste domingo (24).

--- Publicidade ---

Segundo o boletim de ocorrência, registrado nesta segunda-feira (25), a vítima, Leonardo Proença Almeida, e seu pai, Milton Gomes de Almeida, foram até o apartamento dos pais de uma criança de aproximadamente 11 anos. O garoto, segundo relatado no boletim, estaria agredindo o irmão mais novo de Leonardo, de 5 anos.

Ainda conforme o registro, Leonardo e o pai já tinham tentado conversar com os vizinhos dias antes, mas sem sucesso. No último domingo (24), entretanto, a criança de 5 anos teria sido agredida novamente, o que levou Leonardo e o pai a tentarem um novo diálogo com os pais do garoto.

Ao chegarem ao apartamento, de acordo com o boletim, Leonardo e Milton foram agredidos fisicamente e verbalmente pelo casal. Durante a confusão, Milton teria sido empurrado e caído da escada.

Em seguida, ele e o pai tentaram fugir, mas Leonardo acabou sendo agredido novamente pelo casal, desta vez com uma pedra e um pedaço de madeira. Milton conseguiu voltar para o apartamento e Leonardo permaneceu sentado na portaria.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado após Leonardo se sentir mal. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Regional de Sorocaba (CHS), mas não resistiu e morreu no local.

O corpo de Leonardo foi levado para o Velório Municipal de Pilar do Sul (SP), onde a vítima morava, nesta terça-feira (26). O enterro aconteceu no Cemitério São João Batista.

Após identificado, o agressor foi detido em flagrante. Na terça-feira, ele passou por audiência de custódia e permaneceu preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade.