BrasilCidadesDestaqueFrancisco MoratoGeralNotíciasPolitica

Geraldo Alckmin anuncia retomada da estação de trem de Francisco Morato

7.53Kleituras

Na tarde dessa quinta-feira (16) o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, ao lado prefeita Renata Sene, assinou no Palácio dos Bandeirantes o contrato para a retomada das obras da nova estação de trens de Francisco Morato.  O contrato assinado tem como objetivo colocar um fim no sofrimento que já dura sete anos, durante os quais a população moratense utiliza uma estrutura precária e inadequada, que era para ser provisória e que, devido a diversos problemas, acabou se tornando permanente.

“Desde o primeiro dia do nosso mandato, ao lado da Câmara Municipal de Vereadores estamos lutando junto ao governo do estado pela retomada desta obra, que é fundamental para nossa cidade. E hoje,  onze meses depois, estamos aqui comemorando esta assinatura. Fundalmente, quero agradecer ao governador em nome de todos os moratenses o governador Geraldo, ao secretário chefe da Casa Civil, Samuel Moreira, aos deputados Jorge Wilson e Alencar Santana, ao nosso amigo Widerson Anzelotti, à secretária Ana Carolina e toda a nossa equipe de obras e a todos os que nos apoiaram nessa luta. Agora é acompanhar e fiscalizar para garantir que a obra siga com rapidez”, declarou, emocionada, a prefeita Renata Sene.

A obra está orçada em R$ 115 milhões, é de responsabilidade da empresa Spavias- Telar e deve ter início ainda nesse ano, com conclusão prevista no prazo de 36 meses.

Desde 2010 os mais de 45 mil moratenses utilizam a chamada “Estação de Lata” com muitos problemas Já os problemas da “estação de lata” são muitos, passagens apertadas nos horários de pico e para chegar na plataforma é preciso cruzar a linha do trem, uma dificuldade para deficientes físicos, ou passar pelas escadas como alternativa. Além de apenas uma plataforma para quem vai ou volta para a Estação da Luz ou Jundiaí.